Cardumes de nuvens atônitas

Prenunciam no banhado manhãs ácidas,

Canibais do progresso, adagas de fogo,

Dragões de aço

Miraculosamente

Transfigurando o útero verde do vale

Num triunfante concreto de cores pálidas

Adornando por medrosas flores anônimas.

Poeta Moraes

_______________________________

José Moraes Barbosa, mais conhecido como Poeta Moraes, é poeta, professor e ambientalista. Em São José dos Campos, tornou-se conhecido por distribuir quadriláteros de papel, chamados de “O Panfletário” com seus poemas ácidos e concretos que utilizam linguagem contemporânea e crítica. É ainda autor de diversos livros de poesia independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here